Pular para o conteúdo principal

Enjoy it

Inglês, cultura brasileira, terapia. Algo em comum? Nas minhas aulas de inglês tudo. Duas vezes por semana despenco da cama mais cedo e chego ao trabalho uma hora antes para bater papo. Isso mesmo! Minhas aulas de inglês têm muito pouco em comum com o que se convencionou chamar de aula ou, para entrar no clima, class. Embora elas sejam pagas, o que ocorre na prática é uma troca. Cultura brasileira, por exemplo, é um tema recorrente. Outro são os assuntos do dia-a-dia. E aí, não tem como fugir dos problemas, das dúvidas, dos bons e maus humores do cotidiano nosso de cada dia. A aula se transforma então numa espécie de divã. Se ajuda? Não sei, mas pelo menos I´m improving my English e, de bônus, ganhando algumas boas questões para pensar e repensar.
Sonhos, objetivos profissionais e de vida foram o tema de hoje. Como sempre, nada pré-determinado! Um assunto vai levando a outro, outro, mais outro... Terminei mais ouvindo que falando. Até porque concordei com o tom da conversa. Devemos viver, no sentido mais amplo do verbo! Trabalhar sim, mas com prazer, se preocupar com as questões materiais sim, até porque é inevitável, mas sem esquecer de se divertir ou, voltando ao clima de aula, enjoy the life. Uma injeção de ânimo num dia que começou cinzento. Lá fora e aqui dentro. E para encerrar a manhã, um comentário do meu professor que dispensa comentários:
- Pior do que você roubar dinheiro de uma pessoa, é tirar delas sentimentos, sensações e sensibilidade.

Comentários