Pular para o conteúdo principal

Amizade

Estava num fim de noite/início de dia desses em uma esquina de Laranjeiras, sentada em um banquinho de plástico, tomando guaraná e pensando em como são fundamentais os amigos. Alguém já disse que amigos são aquelas pessoas que conhecem todos os nossos defeitos e, ainda assim, gostam da gente. Exatamente isso. E uma boa prova estava, nesse mesmo dia, sentada ao meu lado. Fabiana, a ocupante do outro banquinho de plástico naquela esquina de Laranjeiras. Pessoa especialíssima, que está sempre com a porta de casa, os braços e o coração abertos para mim.
Nos conhecemos em uma situação que amamos: viajando. Sob o céu azul e o clima seco de Brasília conquistei uma companheira, testemunha e cúmplice de histórias passadas, presentes e futuras. Parceira de viagem e também de nights de cachaça Magnífica, Casa Rosa, caixas de som, farofa e muita diversão. Apoio nos momentos difíceis. O braço dado na hora da dor pela perda do meu pai é inesquecível, a paciência e o carinho para me ouvir depois das brigas com os namorados insuperáveis.
Romances começam e terminam, empregos e trabalhos mudam... Muitos obstáculos, muitas dificuldades e algumas conquistas. Na vida que prossegue, o que faz a diferença são essas pessoas que, por serem especiais, elegemos, ou condenamos, a serem nossas amigas. Um presente, sem prazo de validade, à prova de choque, água, lágrimas, tempo e distância. Amigos, como Fabiana, para sempre!

Comentários