Pular para o conteúdo principal

Pessoas que ficam

E interessante como as pessoas surgem, às vezes passam e, em outros casos, ficam em nossas vidas. Que mecanismo mágico é este que faz com que algumas permaneçam, se não fisicamente próximas, muito vivas na memória? Encontros não acontecem por acaso. O que dizer então da lembrança de gente que convivemos pouco, pessoas que, apesar de terem seguido pelas estradas tortuosas da vida, fixaram residência nas ruas de nossas memórias? Não parece ser obra do despretensioso acaso... De quem então? Ah, esse é uma pergunta que não carece de respostas. Sem explicações nem entendimentos. Nada de teorias! Vale mais curtir as lembranças e alimentar nossa louca e sábia memória. Como a vida, uma maravilhosa loucura!

Comentários

3 Vozes disse…
Pois é Roberta. Fiquei de escrever sobre isso e nunca parei para fazê-lo. Me pego pensando nisso também às vezes. É estranho. Pessoas que não têm relevância nenhuma nas nossas vidas e não saem de nossa memória. Que coisa... Beijo!