Pular para o conteúdo principal

Saudade

A saudade veio me visitar. Chegou meio de surpresa e com cara de quem pretende ficar um bom tempo. Misteriosa ela... Eu nunca soube ao certo onde mora, mas desconfio que não seja longe. Tenho cá pra mim, que habita o céus, mas precisamente as nuvens. Fica de espreita me observando e, de repente, não mais que de repente, surge. Os motivos que costumam traze-la eu ainda não descobri, mas desconfio que ela prefira aparecer em dias chuvosos. Talvez pela carona fácil que pega nos pingos d’água, talvez porque sinta a atmosfera nostálgica e melancólica dos dias de chuva.

Comentários

Anônimo disse…
Que lindo este seu post, tão poético, tão singelo!
E aqui a chuva também parece servir de tapete voador e transporta as saudades, que me invadem...
E, no entanto, eu continuo gostando demais da chuva...
Um beijo grande!
Roberta disse…
Oi amiga.. é, sentir saudades é difícil... eu bem sei como é... mas costumo deixar uma frase pra quem adora deixar os outros na saudade: FAÇA COM QUE SUA AUSÊNCIA SEJA GRANDE O BASTANTE PRA ALGUÉM SENTIR SUA FALTA, MAS NÃO DEIXE QUE SEJA GRANDE O SUFICIENTE PRA ESSE ALGUÉM PERCEBER QUE PODE VIVER SEM VC.... Beijos
Maira disse…
MUITO bonito...gostei mesmo...
Beijo grande.

Passa la no meu blog...

www.mcavalcanti.blogspot.com