Pular para o conteúdo principal

Amanhecer-se

Acordou no meio da noite e teve a sensação de que a cama havia crescido. Não diziam a ela que nós, pessoas, crescíamos durante o sono? Poderiam as camas, muito bem ,pegar carona nesse crescimento e aumentarem, também elas de tamanho. Com os pensamentos ainda anestesiados pela seqüência de fenômenos psíquicos que involuntariamente ocorrem durante o sono, estendeu a mão para o lado para tocar alguém que não existia. Um sonho. Havia tido um sonho. Sabia, mas não lembrava. Tinha apenas uma sensação de vazio que se entremeava com um ímpeto de ir em busca de... De que afinal?

Tentando responder a esta pergunta, perdeu o sono. Tentou recuperá-lo, mas a cama inesperadamente crescida a incomodou. Levantou-se mas só se percebeu de pé quando já estava diante do espelho. Olhava para um rosto que conhecia, mas não reconhecia como seu. As rugas estavam mais profundas e não eram apenas reflexos de uma longa e descuidada exposição ao sol, tão pouco eram sinais da passagem do tempo. Eram, o espelho mostrava, as marcas das dores vividas, das saudades sofridas e da nostalgia do que não havia deixado de ser vivido.

Mas não eram as rugas as responsáveis pela dissociação dela com aquele rosto que a olhava. Era isso! Os olhos. Profundamente opacos. Ou seriam olhos opacamente profundos? Os dois. Profundidade e opacidade juntas, não permitiam crer que aqueles olhos haviam tido, um dia, brilho. Olhou-se com medo e coragem, raiva e compaixão, vontade e apatia. Olhou-se com intensidade e lembranças, mas só quando conseguiu ver bem lá no fundo os sonhos, que se reconheceu. As lágrimas trouxeram um brilho efêmero mas tão encantador, que ela teve vontade de levá-lo consigo. Voltou para a cama, dormiu por uns instantes e despertou quando amanhecia. Lembrou-se do espelho e decidiu amanhecer ela também.

Comentários

Marcia disse…
Roberta
O que mais me impressiona e sua capacidade de traduzir pensamentos e sentimentos, daqueles mais ocultos. Vc, antes de escritora, e uma "leitora de almas". Neste conto, eu me vi. Vc foi meu espelho. Incrivel isso!!
Mais uma vez, PARABENS!
Bjks.
Marcia Krieger