Pular para o conteúdo principal

Cansada

Estou cansada. Cansada de carinhos leves e breves. Ainda mais cansada das agressões, inesperadas e gratuitas. A instabilidade de seus sentimentos tem me feito instável. Mais instável do que posso, e quero, suportar. Por isso estou cansada. Cansada de abraços mornos e beijos requentados. Risos irônicos? Frases irônicas? Olhares irônicos? Cansei da ironia. Cansei. Cansei dos lindos reencontros antecederem sucessivas rupturas. Cansei de me separar de mim para me juntar a você e não conseguir. E não desistir, insistir e me cansar. Cansei da não correspondência de momentos, de carinho, de respeito, de amor. Cansei desse amor de carências dessincronizadas. Interesses paralelos que não se encontram. Cansei. Sentimentos perpendiculares que atraem para repelir. Cansei. Cansei de desejos efêmeros, em tempos e intensidade diferentes. Cansei das mensagens sem respostas. Cansei das minhas ligações serem encaminhadas para a caixa de mensagens e estarem sujeitas à cobrança após o sinal. O sinal. Cansei de ainda gostar de você e agora vou descansar de amar você.

Comentários

a gente cansa, pára, pensa, pra recomçar tudo de novo....
Bela Figueiredo disse…
Não cansa, guria! Sempre vale, mesmo que a gente esteja pagando vale.
Hariel D. Noone disse…
Querida Roberta... Seu post está divino! Acho que fazia tempo que algo não traduzia tão bem o meu atual estado de espírito do que as primeiras linhas do seu texto (porque não estou cansado do meu amor;)).

Gostaria de pedir permissão para colocar um trecho dele no meu Blog e indicar, claro, o link do seu, para as pessos virem aqui ler na íntegra. Será que eu poderia?

Por favor, me responda assi que puder. Saudade. Espero que esteja bem.
Maira disse…
Que coisa linda...a sua maneira de fazer poesia em prosa eh demais...parabens...


Beijao.
Hariel D. Noone disse…
Não me agradeça, querida! É um ahonra para mim poder colocar seu texto no meu Blog e dizer que você, essa esritora incrível, é minha amiga! ;)

Muitos beijos!
Renata (Rida) disse…
Querida Roberta,
Andei sumida, é verdade, mas foi uma grata surpresa rever seu blog com estes belos textos.
Um forte abraço!