Pular para o conteúdo principal

"Somos madeira que apanhou chuva. Agora não acendemos nem damos sombra. Temos que secar à luz de um sol que ainda há. E esse sol só pode nascer dentro de nós".

(Mia Couto - O último voo do flamingo)

Comentários

Anônimo disse…
Nossa.........isso eh muito lindo........gente.....

beijos!
Maira