Pular para o conteúdo principal

Palavras suas

Sua falta... Não! Não vou completar a frase. Não vou repetir palavras que são suas, frases que lembro tão bem, que saem de minha boca e de minhas mãos como se fossem minhas. Não são minhas, nunca foram. Foram, talvez, um dia, ditas e escritas para mim. Foram... Se foram e vou deixar ir com elas, a forma de lê-las com esse sentimento meu que se perdeu do seu. Perderam-se no tempo e nem eu os encontro mais. Sem eles, vou ver suas palavras apenas como uma sucessão de letras. Como os momentos que não se repetem, não vou repeti-las para não ter a tentação de ouvi-las como se estivessem sendo ditas por você. Sem a sua presença tão ausente, vou deixar de fotografar lugares para lhe mostrar e não vou mais sublinhar frases de livros que parecem ter sido escritas para você. Não vou esquecê-lo, mas vou lembrá-lo apenas nas palavras que não vou mais repetir. Com uma única exceção: saudade.

Comentários