Pular para o conteúdo principal

Ação ou efeito de desculpar-se

Semanas de sentimentos conturbados. Sonhos loucos e sono agitado. Dores que surgem e desaparecem na mesma velocidade das mudanças de humor. Pensamentos que fogem ao descontrolado controle dela. Experiência e sensibilidade a lembram que a sensação é muito semelhante a de um pressentimento. Será que está pré-sentindo ou sentindo simultaneamente? Intuição. Se for isso, que sejam boas as causas e melhores ainda as conseqüências. Devem ser, pois não sinte o peso dos problemas e a sombra das tristezas. Há, talvez, a possibilidade branca de todas as cores. Pudesse, coloria tudo com tons intensos de amarelo, laranja e verde. Mas quando se olha no espelho, ainda vê uma sombra. Fecha os olhos para não enxergar, no fundo deles, a opacidade da culpa e sob as pálpebras o que vê são filmes. Tiras de negativos e positivos de tudo o que aconteceu. Passa rapidamente cada uma delas na tentativa de chegar logo ao tradicional "the end", mas elas parecem não ter fim. O que encontra são letras tímidas como marcas d’água formando, repetidas vezes, a palavra desculpa.

Comentários