Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2007

Esquecer

“Sem esquecer não podemos ser humanos” - Nietzsche

Esta frase, lida em um livro, me trouxe alguns pensamentos. Um pouco perturbada e um tanto curiosa, fui buscar na internet mais informações e descobri que Nietzsche critica a tendência de tratar o esquecimento como algo negativo. O esquecimento pode, segundo as idéias do filósofo, ser uma possibilidade de sossego ou uma porta que permite a entrada do novo.

“Esquecer não é apenas uma força inercial, como crêem os superficiais, mas uma força inibidora, ativa, positiva no mais rigoroso sentido [...] o esquecimento é uma espécie de guardião da porta, de zelador da ordem psíquica, da paz, da etiqueta: com o que logo se vê que não poderia haver felicidade, jovialidade, esperança, orgulho, presente, sem esquecimento”, escreveu em 1978.

Pensei ainda mais. Lembrei dos muitos papéis auto-adesivos que contornam a tela do computador. Lembrar de marcar uma entrevista. Lembrar a consulta médica. Lembrar de pedir a foto que falta para fechar a matéria.…
"Não há pior cegueira que a de não ver o tempo.
E nós já não temos lembrança
senão daquilo que os outros nos fazem recordar.
Quem hoje passeia a nossa memória
pela mão são exactamente aqueles que, ontem,
nos conduziram à cegueira."

(O Outro Pé da Sereira - Mia Couto)