Pular para o conteúdo principal

Eu em mim

Perdi-me em frustrações, me distanciei em amores não correspondidos, me afastei em ilusões reveladas. Desfiz-me em mim mesma e agora busco em mim pedaços meus. Transformei meus sonhos em areia e agora busco meus próprios grãos. Reconstruo-me ao me perceber, me redescubro ao me descobrir. Livrei-me das roupas e das ilusões. Deixei caídas as máscaras, mas não me mostro. Também não me escondo. Revelo-me. Encontro-me no medo infantil do escuro e na esperança ingênua de cada novo raio de luz. A solidão não me faz mais só e entre as minhas próprias paredes, cresço. Desconstruo e reconstruo. Abandonei as possibilidades efêmeras e agora faço realidade do que é real. Mudo os meus horizontes de lugar e todos os dias deixo que o sol me ilumine através de minhas frestas. Mesmo quando são nublados os dias.

Comentários

Kah disse…
As vezes precisamos nos reconstruir prá seguir em frente.Teu texto ficou lindo.Parabéns!Um beijo e linda semana!!
No espelho não é eu, sou mim./ Não conheco mim, mas sei quem e eu, sei sim./ Eu e cara-metade, mim sou inteira./ Quando mim nasceu, eu chorou, chorou. /Eu e mim se dividem numa só certeza. Alguem dentro de mim é mais eu do que eu mesma. Eu amo mim...Mim ama eu /musica de Rita Lee

Gostei do blog pela sinceridade de sentimentos*
Kerubina