Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Dia dos pais

Eu era bem pequena e, talvez por isso, as lembranças, além de fragmentadas, tenham também algo de fantasia. Mas, ora, se há fantasia é porque houve magia. Claro! Sempre houve magia. E é, afinal, ela que fica. Apaziguando as saudades e alimentando as paixões. Hoje, dia dos pais, meu pai não está aqui. Hoje, dia dos pais, ele irá comigo no Maracanã. Porque se é domingo e eu vou ao Maracanã é porque um dia ele me levou, ainda pequena, ao “Maior do Mundo”.

Agora que eu sou grande, o Maracanã está menor. E não foi a percepção exagerada da infância que se adequou a realidade, o estádio mudou. Deixou, há muito tempo, de ser o maior do mundo e foi diminuindo, diminuindo, diminuindo até se tornar uma arena. Hoje vou a este “Novo Maracanã”, mas meu coração estará naquelas arquibancadas sem bancos ou cadeiras, com degraus mais compridos que minhas pernas.

Era ali que eu sentava com as pernas cruzadas e, ao longo dos jogos ia me distraindo com diálogos inventados e histórias criadas. Eu brincava …
Por algum motivo uma mensagem enviada em 2011 por uma pessoa que havia acompanhado este blog por alguns anos ficou perdida no Facebook. A emoção de me saber lida trouxe felicidade e também vontade de retomar, não só um blog, mas a aventura de escrever que eu havia deixado se perder em algum atalho da vida. Um atalho como outros que, talvez por engano, tomei.

Que desvios me afastaram de mim? A mensagem ficou perdida por dois anos talvez para ser lida no momento certo, neste momento em que tenho me perguntado repetidamente isso.  Com atraso, respondi a mensagem da pessoa que me leu por alguns anos e ele deu uma sugestão para o blog que, na verdade, é uma sugestão para a vida. Afinal, algumas vezes é mesmo preciso voltar aos passos que foram dados.

"A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse: ‘Não há mais o que ver’, saiba que não era assim. O fim de uma…