Pular para o conteúdo principal

Precisamos falar sobre aborto

A discussão sobre o aborto é, mais do que importante, necessária. Mas acho que contribuiria incluir e ressaltar uma palavra nesta questão: descriminalização. O que deve ser discutido não é o fato de ser contra ou a favor de um aborto, mas ser contra ou a favor da descriminalização do aborto. Parece um detalhe, mas não é!

Se eu sou contra ou a favor da realização de um aborto, se eu faria ou não um, é questão minha. Pessoal e intransferível porque passa, necessariamente, por crenças (ou não crenças), por questões subjetivas sobre as quais não cabe ao Estado legislar.

A legislação e, portanto, a definição do que é crime ou não, deve se basear em fatos e dados concretos. Isso não significa que o que ultrapassa a objetividade e a ciência não tenha valor, claro que tem! Mas são questões que, sejam religiosas, filosóficas ou metafísicas, devem nortear decisões pessoais, não leis.

Comentários