Pular para o conteúdo principal

Ideias que vêm

Às vezes é uma palavra. Outras uma lembrança. Há ainda as ideias. Nem sempre são boas. Acontecem até de, ao contrário, serem um tanto estapafúrdias. Mas há sempre algo que vem á mente. Muitas vezes, como vem, vai, sem atenção, sem registro. Anotar talvez seja fazer deste algo, algo mais. Outra palavra, uma frase e – por que não? – um texto. Escrever é também um exercício de observação, inclusive dos próprios pensamentos que vem e... Espera um pouco, deixa que eu guardar você antes de ir. Foi. Mas da anotação surgiu um parágrafo.

Comentários